google-site-verification=0JYI1d-d14OpUVr1E6zaPhdaSX5FEgFGg3ThSj-5cGc

É FÁCIL APRENDER A LER E A ESCREVER? É FÁCIL ENSINAR A LER E A ESCREVER?


Para começo de conversa eu preciso dizer que... nem sempre.

Atualmente, profissionais ligados ou não, à área de alfabetização, têm demonstrado a necessidade de buscar novas formas de ação que possam auxiliá-los no trabalho em sala de aula. Isso não exclui professores tanto da Educação Infantil, quanto do Ensino Fundamental, especialmente porque estes também devem se sentir comprometidos com a necessidade de transformação do paradigma pedagógico, já que todos demonstram uma grande necessidade de atualização.

Mas como se atualizar? O mundo muda tão rápido e a cada dia aparecem novas metodologias e estratégias. Mas será que elas funcionam mesmo? Não seria melhor fazer como sempre foi feito? Não seria mais seguro, mais certo e menos complicado?

Não, não seria. E sabe por quê? Porque o conhecimento é algo que vai sendo construído por aquele que aprende, num processo no qual este apropria-se da leitura e da escrita, ao mesmo tempo em que a usa e a produz. Com isso, se o mundo muda, se o aluno muda, a forma dele aprender muda também.

Então, o professor precisa ficar ciente de que o processo de aprendizagem não é dirigido apenas pela metodologia de ensino, mas também pelas estratégias desenvolvidas pelo próprio aprendiz diante dos fatos que a cada dia percebe no seu universo. Dessa forma, a educação atual exige professores que pensem com autonomia e que tenham competência para encontrar as soluções necessárias para cada momento de seu ensino. Porém, essas mudanças exigem também a alfabetização tanto do professor/alfabetizador quanto dos profissionais diretamente ligados e comprometidos com o desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita, além de uma constante reflexão sobre uma prática que precisa ser renovada para acompanhar o ritmo das mudanças e que, necessitam da participação ativa e competente dos professores na elaboração dos projetos pedagógicos de cada escola.

Nos tempos atuais se faz necessário que o professor consiga construir o seu próprio saber, só que para isso ele precisa mudar a sua postura em relação ao seu papel e ao papel do aluno em sala de aula. Alguns “equívocos” conceituais que vêm sendo expressos na prática pedagógica de modo geral, em nome de uma “nova teoria de ensino”, precisam ser esclarecidos e isso pode trazer enormes benefícios às crianças, especialmente no que diz respeito à aprendizagem de conceitos que são fundamentais para o desenvolvimento de competências básicas como a leitura e a escrita.

Dessa forma, independente do método utilizado, os profissionais envolvidos com o processo de alfabetização, sejam eles da Educação Infantil, ou das séries iniciais do Ensino Fundamental, onde o mesmo se consolida, precisam saber:

- O que é alfabetização e a diferença entre alfabetização e letramento.

- Como a criança aprende.

- Que conflitos estão envolvidos no processo de alfabetização

- O que significa ensinar e o que é aprender a ler.

- Qual o papel do professor alfabetizador.

- O que é a linguagem e como o indivíduo adquire a linguagem escrita.

- Que procedimentos metodológicos permitem que a criança perceba a função social da escrita, pratique a leitura e entenda o funcionamento do código alfabético.

Essas são apenas algumas questões. Ainda existem outras... O professor precisa sempre estar atento, numa posição tanto de quem ensina como de quem aprende com o seu aluno. E para isso é preciso que ele ame o que faz e saiba contemplar e celebrar as conquistas de cada um deles.

É lindo trazer a criança para o mundo letrado! É lindo ver rabiscos e bolinhas irem, aos poucos, se transformando em letras, palavras, frases e textos. Devagarinho irem representando sonhos e desejos, conquistas e atividades.

É lindo despertar na criança o gosto pelas letras, pela palavra, pela expressão. Mas tudo isso só é realmente lindo se também puder ser divertido e prazeroso para a criança. Sim! Divertido e prazeroso! Criança gosta de brincar, de criar, de descobrir coisas novas e, nesse sentido, o professor exerce um papel fundamental.

É ele quem vai organizar todo o conhecimento da criança e transformar momentos em algo realmente significativo e interessante. Isso faz toda a diferença ao longo do processo de escolarização.

Quer entender melhor todo esse processo? Minha sugestão é que você leia o livro: “Alfabetização Completa: entendendo o processo de aquisição e desenvolvimento da leitura e da escrita”. Nesse livro você irá conhecer quais as diferenças e semelhanças entre os conceitos de letramento e alfabetização, analisando como a criança aprende a ler e a escrever e relacionando os requisitos para a alfabetização, as fases da evolução da escrita e do grafismo e as etapas do desenvolvimento da leitura. Também saberá quais os métodos e processos de alfabetização existentes, bem como as características, aspectos positivos e negativos de cada um deles. A questão da produção escrita e do desenvolvimento da leitura também é abordada, além das informações sobre como criar um ambiente realmente alfabetizador, já que o livro mostra ao professor como ele pode se organizar melhor no espaço e no tempo em sala de aula. Por fim, a função da avaliação no processo de aquisição e desenvolvimento da leitura e da escrita é abordada e tratada de forma que o leitor possa entender como deve ser esse processo nessa etapa tão importante da vida do aluno.

Fica a dica!! Professor, o mundo do seu aluno é enorme, mas cabe na ponta dos dedos dele. É urgente aprender a lidar com isso. Vamos lá!! O livro “Alfabetização Completa” pode ser adquirido através do site: https://www.idcp.com.br/lojaidcp, ou solicitando por email: idcprofissional@gmail.com. Desejo a todos uma boa leitura!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square