google-site-verification=0JYI1d-d14OpUVr1E6zaPhdaSX5FEgFGg3ThSj-5cGc

7 DICAS SIMPLES PARA O PROFESSOR DE HOJE USAR A TECNOLOGIA EM FAVOR DA APRENDIZAGEM


Estamos nessa onda de isolamento social por conta do Coronavírus. A princípio por 15 dias, mas pode durar muito mais, dependendo dos acontecimentos.. não temos como prever nesse momento.

Porém, como não complicar ainda mais o calendário escolar? As crianças e jovens estão em casa e se ficarem parados vão comer sem parar e tocar o terror!

A solução seria as escolas utilizarem com os alunos, as metodologias ativas de aprendizagem. Mas o que são metodologias ativas?

Metodologia ativa de aprendizagem é um processo amplo e que tem como principal característica a inserção do estudante como agente principal e responsável pela sua própria aprendizagem.

A Metodologia ativa é uma ferramenta também excelente para facilitar o aprendizado de adultos e é também chamada de andragogia.

Atualmente uma das formas mais utilizadas de metodologia ativa é o ensino híbrido.

Nesse contexto de isolamento social, as metodologias ativas surgem como proposta para focar o processo de ensinar e aprender na busca da participação ativa de todos os envolvidos, centrados na realidade em que estão inseridos.

As Metodologias Ativas são um conjunto de atividades organizadas, com a presença marcante da intencionalidade educativa, na qual os estudantes deixam de ser agentes passivos (que apenas escuta) e passam a ser membros ativos no processo de aprendizagem por meio de estratégias pedagógicas que estimulam a apropriação e produção conhecimento e análise de problemas.

Paulo Freire já adotava esse modelo há muitos anos, com uma educação libertadora, que valorizava o diálogo e desmistificava a realidade.

Dentro desse contexto, problematizar não é só apresentar questões para os alunos resolverem, mas discutir as soluções com eles.

Nas metodologias ativas o aluno passa então a ser o protagonista e transformador do processo de ensino, enquanto o educador assume o papel de um orientador, abrindo espaço para a interação e participação dos estudantes na construção do conhecimento.

Seguem aqui 7 dicas aqui de como trabalhar com os alunos nesse recesso forçado e como isso pode até ser bem interessante e um momento novo e produtivo pra ambas as partes.


DICA 1

Tenha um canal de comunicação efetivo com seus alunos. Use de acordo com a sua realidade.

Faça o que for preciso, mas adaptando a realidade de todos. Não é hora de inventar muito. Pode ser whatsapp, Instagram, Plataforma da escola, não importa, só use o que vocês já estão mais acostumados a utilizar.

DICA 2

Use o ENSINO HÍBRIDO.

O ensino híbrido consiste na união do ensino tradicional e presencial com aquele a distância (EAD). O uso da tecnologia no ensino facilita o contato do aluno com o conhecimento, permitindo que o estudante busque fontes, informações e dados online rapidamente com a finalidade de complementar o que foi dito em sala.


Selecione alguns vídeos que podem ser pertinentes para a aprendizagem ou mesmo grave, com seu próprio telefone, a aula que você deveria dar. Não se preocupe se a gravação não esteja de primeira, se não souber fazer edição, pois nada disso é importante porque o que conta mesmo é o conteúdo. Tenho certeza que o engajamento com seus alunos vai ser fantástico! Eles vão adorar ver o próprio professor deles dando uma aula exclusiva e na qual eles podem pausar, rever, repetir...


Se você quiser complementar com outros conteúdos, você pode selecionar textos, e-books ou qualquer tipo de fonte de leitura ou imagem, que possa fazer seus alunos entenderem melhor o conteúdo em questão.


DICA 3

AULA INVERTIDA

A sala de aula invertida nada mais é do que a inversão do modelo tradicional, no qual o professor passa o conteúdo e em seguida, em casa, o aluno tenta resolver os exercícios e identificar suas dúvidas.


A intenção é que os estudantes tenham o primeiro contato com o conteúdo antes de chegarem na escola, para então serem auxiliados pelo educador em relação às dúvidas e à resolução de questões.


Marque com os alunos deles gravarem vídeos explicando a matéria para os colegas. Eles seriam os professores e isso gera um enorme engajamento. Vendo os vídeos você pode ir corrigindo, orientando e dando as explicações pertinentes, acrescentando o que for necessário.


DICA 4

GAMIFICAÇÃO

O objetivo da gamificação é trazer a experiência dos jogos para o ensino. O ponto principal dessa metodologia é fazer com que os alunos entrem em uma competição saudável, estimulando o pensamento “fora da caixa” e a motivação e a dedicação para o estudo.


Nesse momento, um trabalho de gamificação ajuda a escola a vencer a batalha contra o vídeo game e as brincadeiras em casa.


Proponha desafios aos seus alunos, use componentes de jogos com recompensas, crie etapas claras com prêmios. Podem ser feitos batalhas entre grupos de alunos, tudo online.

Use a criatividade.


DICA 5

APRENDIZADO BASEADO EM FENÔMENOS

Aproveite o interesse dos alunos em um determinado tema, no caso o COVID-19, por exemplo, e relacione esse tema à sua disciplina, ao conteúdo que você deseja ensinar. Isso torna o aprendizado mais contextualizado e cria engajamento.


DICA 6

APRENDIZADO BASEADO EM PROJETOS

Construa com os alunos um projeto de estudo. Determine as regras claras, as principais perguntas, os principais desafios, e o que você espera como entrega: uma maquete, uma apresentação, um power point, uma aula, use sua a criatividade pra definir isso, ou mesmo, deixe que os próprios alunos definam como será a entrega.


DICA 7

FAÇA LIVES

Marque com seus alunos uma live no facebook ou no instagram onde você abordará um determinado conteúdo. Nessa live explique tudo como se estivesse dando a sua aula na escola. Os alunos podem fazer perguntas e você vai respondendo as dúvidas.


Enfim, o importante é que cada escola analise sua realidade e busque implementar as metodologias que mais se adequam aos seus objetivos e ao seu perfil. Para que isso seja possível, o educador deve procurar se manter atualizado a respeito das tendências e novidades da educação.


Como você pode ver, o uso das metodologias ativas e dos recursos digitais podem auxiliar, e muito, o professor e as escolas no processo de aprendizagem.


Nossos alunos têm muito o que aprender conosco, mas nós também temos muito o que aprender com eles. E tenho certeza de que vocês vão se surpreender com o que eles serão capazes de produzir nesse meio digital.


O momento é de união e troca.


Sigamos juntos.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square